MUNICÍPIOS DEPENDENTES DA SOJA NO RIO GRANDE DO SUL: ASPECTOS DEMOGRÁFICOS E SOCIOECONÔMICOS

Edmundo Hoppe Oderich, Paulo Dabdab Waquil

Resumo


Desde o início dos anos 2000, a produção de soja passou a ocupar uma parcela cada vez maior da economia dos municípios do Rio Grande Sul. O presente trabalho ilustra essa expansão, bem como compara indicadores socioeconômicos entre municípios com baixa e elevada participação da soja nos PIBs municipais. Os resultados indicam diferenças significativas entre a dinâmica demográfica, o IDH e o Índice de Gini dos grupos analisados, sugerindo que o aumento da dependência da soja está associado a processos de redução populacional, níveis de desenvolvimento humano menos desejáveis e maior concentração de renda.


Texto completo:

PDF

Referências


ATLAS DO DESENVOLVIMENTO HUMANO NO BRASIL. 2018. Disponível em: http://atlasbrasil.org.br/2013/pt/consulta/. Acesso em: 11 dez. 2018.

BRASIL–MDIC. Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços. Exportações Brasileiras. 2018. Disponível em: http://www.mdic.gov.br/index.php/comercio-exterior/estatisticas-de-comercio-exterior/series-historicas. Acesso em: 23 mar. 2018.

IBGE – INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Produção Agrícola Municipal: área plantada, área colhida, quantidade produzida, rendimento médio e valor da produção das lavouras temporárias. 2018a. Disponível em: http://sidra.ibge.gov.br/tabela/1612. Acesso em: 11 dez. 2018.

______. Produto Interno Bruto dos Municípios. 2018b. Disponível em: https://www.ibge.gov.br/estatisticas-novoportal/economicas/contas-nacionais/9088-produto-interno-bruto-dos-municipios. Acesso em: 11 dez. 2018.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Edmundo Hoppe Oderich, Paulo Dabdab Waquil

| Boletim Geográfico do Rio Grande do Sul | Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão - RS | ISSN 2446-7251 |