ASPECTOS DA DINÂMICA TERRITORIAL E DEMOGRÁFICA DA FRONTEIRA SUL DO BRASIL

Ana Maria de Aveline Bertê, Antonio Paulo Cargnin, Bruno de Oliveira Lemos, Suzana Beatriz de Oliveira

Resumo


O artigo tem como finalidade analisar o comportamento das dinâmicas territoriais e demográficas na unidade da federação mais ao sul do Brasil, o Estado do Rio Grande do Sul, e dos países vizinhos, Uruguai e Argentina. A partir de estudos anteriores, realizados para o Estado, nos quais se verificou a intensificação de efeitos da transição demográfica e o esvaziamento da faixa de fronteira, procurou-se identificar similitudes nos países vizinhos e discutir as possíveis causas dessas dinâmicas. A análise dos dados demonstrou que a queda acentuada do crescimento demográfico também atinge fortemente o Uruguai, onde a população tende a se deslocar para a franja litorânea sul, nos departamentos de Maldonado, Canelones e San Jose. Na Argentina, a tendência se dá de forma menos intensa, com exceção de Misiones, que tem atraído população. A análise mostra que, tanto na fronteira com o Uruguai quanto com a maior parte da Argentina, essa dinâmica está relacionada com a falta de dinamismo econômico e escassez de infraestruturas, que têm expulsado a população para as áreas mais dinâmicas e urbanizadas.


Texto completo:

PDF

Referências


BERTÊ, A. M. A; LEMOS, B. O.; TESTA, G.; ZANELLA, M. A. R.; OLIVEIRA, S. B. Perfis Socioeconômicos dos COREDEs. Boletim Geográfico do Rio Grande do Sul, n.26, p.1-1070. Porto Alegre: Secretaria do Planejamento, Mobilidade e Desenvolvimento Regional. 2016.

CARGNIN, A. P., et al. Quinze anos de transformações na economia e sociedade gaúchas contados pelas páginas do Atlas Socioeconômico do RS. Porto Alegre, Boletim Geográfico do Rio Grande do Sul, nº. 24, 2014. p.29-62.

FERRARI, M.. Políticas migratórias do Estado Nacional argentino frente a migração brasileira no nordeste de Missiones. Paraná, Revista Perspectiva Geográfica, UNIOESTE, v.9, n.11, 2014. p.17.

JARDIM, M. L. e BARCELLOS, T. M. de. Migrações Internas no Rio Grande do Sul. Revista Paranaense de Desenvolvimento, Curitiba, n.121, p.133-147, jul./dez. 2011

LEMOS, B. O.. A Nova Agenda para Cooperação e Desenvolvimento Fronteiriço entre Brasil e Uruguai: repercussões territoriais nas cidades-gêmeas da Sant'Ana do Livramento e Rivera. Porto Alegre: Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Programa de Pós-Graduação em Geografia. 2013. 217 f.

RIO GRANDE DO SUL. Governo do Estado. RS 2030: Agenda de Desenvolvimento Territorial. SEPLAN e FEE. Porto Alegre, dez 2014. 3v. Disponível em: . Acesso em: 18 de fevereiro de 2017.

____. Futuro RS: Agenda de Desenvolvimento. Caderno 2: O envelhecimento da população gaúcha e as consequências e desafios para as políticas públicas: saúde e educação. Porto Alegre. 2016. Disponível em: . Acesso em: 18 de fevereiro de 2017.

____. Plano de Desenvolvimento e Integração da Faixa de Fronteira do Estado do Rio Grande do Sul - PDIF/RS. Porto Alegre, 2012. Disponível em: . Acesso em: 18 de fevereiro de 2017.

RÜCKERT, A. A.; CARNEIRO FILHO, C. P. e UEBEL, R. R. G. Cenários de Transfronteirizações na América do Sul: alguns exemplos de pesquisas recentes. Corumbá/MS, Revista GeoPantanal, UFMS/AGB, N. 18, jan./jun. 2015. pp159-181 •


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

| Boletim Geográfico do Rio Grande do Sul | ISSN 2446-7251 |