UTILIZAÇÃO DE GEOPROCESSAMENTO PARA ANÁLISE DA ACESSIBILIDADE A EQUIPAMENTOS PÚBLICOS DE ENSINO FUNDAMENTAL EM ÁREAS DE EXPANSÃO URBANA: BACIA HIDROGRÁFICA DO ARROIO DO SALSO – PORTO ALEGRE/RS

Pedro Godinho Verran

Resumo


O trabalho investigatório objetivou realizar a análise da acessibilidade espacial aos equipamentos públicos de ensino fundamental presentes na bacia hidrográfica do arroio do Salso, na zona sul do município de Porto Alegre. Para isso, considerou-se a acessibilidade como uma variável diretamente relacionada à distância a ser percorrida pelo aluno até a escola mais próxima. Foram utilizados dados demográficos do Censo de 2010, informações do Censo Escolar de 2013, dado vetorial da área urbanizada de Porto Alegre, assim como os softwares Google Earth e Arc Gis 10.1. Com base nesses dados, foram gerados um mapa de expansão urbana entre 2002 e 2013 na área de estudo, um mapa dasimétrico com a população na faixa etária do ensino fundamental, assim como um mapa de acessibilidade dessa população às escolas mais próximas. Como conclusão, destaca-se que o ensino fundamental está universalizado na área de estudo, não havendo a necessidade da implantação de novas escolas de ensino fundamental.


Texto completo:

PDF

Referências


ARRIAGADA, C. Pobreza en América Latina: Nuevos escenarios e desafíos de políticas para el hábitat urbano. 2000. In: CEPAL – Série Medio Ambiente de Dessarrollo, n. 27. Disponível em: http://www.cepal.org/publicaciones/xml/7/5637/lcl1429e.pdf. Acesso em: 23 set. 2014.

BATISTA, G.V., BORTOLUZZI, S.D., ORTH, D.M. Geoprocessamento para determinação de acessibilidade aos equipamentos educacionais como ferramenta de apoio aos Estudos de Impacto de Vizinhança: estudo de caso na Planície do Campeche - Florianópolis/SC - Brasil. In: Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto, XV, 2011, Curitiba. Anais... Paraná: INPE, p.4177 - 4184. Disponível em: http://www.dsr.inpe.br/sbsr2011/files/p1149.pdf. Acesso em: 17 de outubro, 2013.

BRASIL. Lei Federal nº 10.257, de 10 de julho de 2001. Regulamenta os artigos 182 e 183 da Constituição Federal e estabelece diretrizes gerais da política urbana e dá outras providências. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/LEIS_2001/L10257.htm. Acesso em: 07 de abril, 2014.

BRASIL. Lei Federal nº 13.005, de 25 junho de 2014. Aprova o Plano Nacional de Educação - PNE e dá outras providências. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/CCIVIL_03/_Ato2011-2014/2014/Lei/L13005.htm. Acesso em: 23 set. 2014.

BRAU, L.; MERCE, M.; TARRAGO, M. Manual de urbanismo. Barcelona, LEUMT, 1980.

CÂMARA, G.; DAVIS, C.; MONTEIRO, A.M.V. Introdução à Ciência da Geoinformação. INPE, 2001. Disponível em: http://www.dpi.inpe.br/gilberto/livro/introd/index.html. Acesso em 22 de abril, 2016.

CÂMARA, G.; MONTEIRO, A.M.V.; FUCKS, S.D.; CARVALHO, M.S. Análise Espacial e Geoprocessamento. In: DRUCK, S. et al (Ed.). Análise espacial de dados geográficos. Brasília: EMBRAPA, 2004. Disponível em: http://www.dpi.inpe.br/gilberto/livro/analise/cap1-intro.pdf. Acesso em: 19 de abril, 2014.

CEBRACE. Planejamento da rede escolar: proposta metodológica – rede escolar urbana, 1º grau. 2.ed. ver e aum. Rio de Janeiro, MEC/CEBRACE, 1981. 212p. il. (Rede escolar, 1).

CORDOVEZ , J. C. G. Geoprocessamento como Ferramenta de Gestão Urbana. In: Simpósio Regional de Geoprocessamento e Sensoriamento Remoto, I, 2002, Aracaju. Anais... Sergipe: Embrapa, 2002. Disponível em: http://www.cpatc.embrapa.br/labgeo/srgsr1/pdfs/pa_pu_01.PDF. Acesso em: 25 de abril, 2014.

D’ANTONA, A. O; DAGNINO, R. S.; BUENO, M. C. D. Geotecnologias e gestão de políticas públicas: uso de dados demográficos. In: População e Cidades: subsídios para o planejamento e para as políticas sociais / Rosana Baeninger (Org.). - Campinas: Núcleo de Estudos em População-Nepo/UNICAMP;Brasília: UNFPA, 2010. 304p. Disponível em: http://www.nepo.unicamp.br/publicacoes/pop_e_cidades.pdf . Acesso em: 28 de out. 2014.

ESRI. Arc Gis 10.1. Disponível em: http://www.esri.com/software/arcgis/arcgis-for-desktop/free-trial. Acesso em: 21 de abril, 2016.

IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Base de informações do Censo Demográfico 2010: Resultados do Universo por setor censitário. Rio de Janeiro: IBGE 2011. Disponível em: http://www.ipea.gov.br/redeipea/images/pdfs/base_de_informacoess_por_setor_censitario_universo_censo_2010.pdf. Acesso em: 09 de abril, 2014.

IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo Demográfico 2010. Sinopse. Agregados por Setores Censitários. Rio de Janeiro: IBGE, 2011. Disponível em: ftp://ftp.ibge.gov.br/Censos/Censo_Demografico_2010/Sinopse/Agregados_por_Setores_Censitarios/. Acesso em 21 de abril, 2014.

IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo demográfico 1940-2010. Até 1970 dados extraídos de: Estatísticas do século XX. Rio de Janeiro: IBGE, 2007 no Anuário Estatístico do Brasil, 1981, vol. 42, 1979.

INEP, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Censo Escolar 2013. Data Escola Brasil. Brasília: INEP 2011. Disponível em: http://www.dataescolabrasil.inep.gov.br/dataEscolaBrasil/. Acesso em: 03 de agosto, 2014.

GOOGLE. Google Earth. Disponível em https://www.google.com.br/earth/download/ge/agree.html. Acesso em 21 de abril, 2016.

HAHN, A. R. Relatório técnico da bolsa de iniciação científica (BIC-Fapergs), 2012. Orientadora: Tânia Marques Strohaecker.

HASENACK, H.; WEBER, E.; MARCUZZO, S. (org.). Diagnóstico Ambiental de Porto Alegre: Geologia, Solos, Drenagem, Vegetação e Ocupação. Porto Alegre: Secretaria Municipal do Meio Ambiente, 2008. 84 p. ISBN 978-85-7727-129-0.

MONDO, J. A. S. Indicadores de desempenho e configuração espacial urbana: um estudo de equipamentos escolares. Dissertação (Mestrado em Planejamento Urbano e Regional). Faculdade de Arquitetura, Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, 2002. Disponível em: http://www.lume.ufrgs.br/handle/10183/4706. Acesso em: 25 de abril, 2014.

NAHAS, M. N. P., PEREIRA, M. A. M., ESTEVES, O. A., GONÇALVES, E. Metodologia de construção do índice de qualidade de vida urbana dos municípios brasileiros (IQVU-BR). In: XX ENCONTRO NACIONAL DE ESTUDOS POPULACIONAIS, 2006. Campinas, SP, Anais... Campinas: Unicamp, 2006. Disponível em: http://www.abep.nepo.unicamp.br/encontro2006/docspdf/ABEP2006_420.pdf. Acesso em: 20 de dezembro, 2013.

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE, SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO. Plano Municipal de Educação (2004). Disponível em: http://www2.portoalegre.rs.gov.br/smed/default.php?reg=1&p_secao=16. Acesso em: 23 jul. 2014.

RAMOS J. A. S.;FERREIRA, C. E. G.;MATTOS, H. J. Análise Espacial de Acesso aos Serviços de Saúde das Unidades de Atendimento aos Adolescentes no Município do Rio de Janeiro. In: Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto, XV, 2011, Curitiba. Anais... Paraná: INPE p.8389 – 8396. Disponível em: http://www.dsr.inpe.br/sbsr2011/files/p1586.pdf. Acesso em: 02 de maio, 2014.

SAGI (SECRETARIA DE AVALIAÇÃO E GESTÃO DA INFORMAÇÃO), 2014. Estudo Técnico nº 03/2014. Avaliação da localização dos CRAS em relação à cobertura da população na linha de extrema pobreza utilizando o sistema de informações geográficas: Estudo para o Estado da Paraíba. Disponível em: http://aplicacoes.mds.gov.br/sagirmps/simulacao/estudos_tecnicos/pdf/72.pdf. Acesso em: 11 de maio, 2014.

SILVA, L. L. Análise socioespacial urbana em Porto Alegre: vulnerabilidade social e localização de escolas públicas. 2013. 57 f. Monografia (Graduação) – Curso de Graduação de Bacharelado em Geografia, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2013.

SILVA, L. R. A.;MANDARINO, F. C.; SILVA, L. C. V.; JUNIOR, J. G.; SOUZA, L. G. Ferramenta SIG de cálculo de estimativa populacional para o planejamento urbano na cidade do Rio de Janeiro. In: Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto, XVI, 2013, Foz do Iguaçu. Anais... Paraná: INPE, 2013. P. 4746 – 4752. Disponível em: http://www.dsr.inpe.br/sbsr2013/files/p1201.pdf. Acesso em: 05 de abril, 2014.

SILVEIRA, L. P.; KAWAKUBO, F. S. Mapa dasimétrico da densidade demográfica de Poços de Caldas (MG) utilizando técnicas de Sensoriamento Remoto e Geoprocessamento. In: Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto, XVI, 2013, Foz do Iguaçu. Anais... Paraná: INPE, 2013. P. 999 ? 1005. Disponível em: http://www.dsr.inpe.br/sbsr2013/files/p1192.pdf. Acesso em: 02 de maio, 2014.

TORRES, H. G. Informação demográfica e políticas públicas na escala regional e local. Santiago do Chile: CELADE/CEPAL, out.2005. (Paper apresentado na “Reunión de expertos sobre población y desarrollo local”). Disponível em: http://www.fflch.usp.br/centrodametropole/antigo/v1/pdf/Texto_Celade___Haroldo_Torres2%5B1%5D.pdf. Acesso em: 10 de abril, 2014.

VERRAN, P. V.; STROHAECKER, T. M. Uso de ferramentas de geoinformação para avaliação da acessibilidade a equipamentos públicos de saúde na bacia hidrográfica do arroio do Salso no município de Porto Alegre/RS. In: Encontro Estadual de Geografia, XXXIII, 2014, Santa Maria. Anais... Rio Grande do Sul: AGB, 2014. P. 69 – 73. Disponível em: http://eeg2014.blogspot.com.br/2014/07/anais-do-xxxiii-eeg-2014-com-errata.html. Acesso em: 30 de out. 2014.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016



| Boletim Geográfico do Rio Grande do Sul | ISSN 2446-7251 |