ATLAS CLIMÁTICO DO TAIM: CONTRIBUIÇÃO AO ESTUDO DO CLIMA EM UNIDADES DE CONSERVAÇÃO

Cássio Arthur Wollmann, João Paulo Delapasse Simioni, Amanda Comassetto Iensse

Resumo


O presente artigo consiste na apresentação de um atlas climático de definição das unidades climáticas na Estação Ecológica do Taim/RS. Para a realização desta pesquisa, necessitou-se a realização de 03 (três) trabalhos de campo na ESEC Taim/RS, onde, foram instalados 06 (seis) mini abrigos meteorológicos em pontos distintos, que consistem nas bases de segurança da ESEC, contendo em cada mini abrigo um Datalogger de temperatura e umidade do ar, os quais ficaram permanentemente instalados na ESEC durante a pesquisa. Mediu-se a temperatura e a umidade relativa do ar, além também da aquisição de dados de pressão atmosférica e velocidade dos ventos, disponibilizados por Santos (2012). Para a análise e definição das unidades climáticas da ESEC Taim, utilizou-se a metodologia proposta por Wollmann (2011); Serafini Jr. (2005) que definiram critérios de análise da temperatura e umidade relativa do ar, além da interpolação (mensal e sazonal) das variáveis climáticas através de técnicas de geoprocessamento, para a criação das unidades climáticas. O mapa das unidades climáticas apresenta a interpolação das médias anuais de temperatura e umidade do ar, bem como, as médias para o mês mais quente e para o mês mais frio do ano, janeiro e julho, respectivamente. Após análise climática e cartográfica, viu-se que o clima é tão diverso e dinâmico quanto à natureza viva do local, especialmente nas variações térmicas e higrométricas, que nesta pesquisa, pode-se sugerir a divisão da ESEC Taim em cinco unidades climáticas, influenciadas diretamente pelos ambientes naturais, como os banhados as lagoas e as dunas eólicas, como também, pelas atividades antrópicas como a rizicultura, silvicultura e também pela BR 471 que passa dentro dos limites do Taim.


Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, L.; DIVÉRIO, R. Incêndio pode ter atingido mais de 1,4 mil hectares na Estação Ecológica do Taim. Diário de Santa Maria. Santa Maria, mar. 2013. p. 13-13. Disponível em: . Acesso em: 28 mar. 2013.

AMARANTE, O. A. C.; SILVA, F. J. L. Atlas Eólico do Rio Grande do Sul. Porto Alegre: SEMC, 2002.

ANDERSON, L. O.; ARAGÃO, L. E. O. C.; ARAI, E. Avaliação dos dados de chuva mensal para a região Amazônica oriundos do satélite Tropical RainfallMeasuringMission (TRMM) produto 3b43 versões 6 e 7 para o período de 1998 a 2010. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE SENSORIAMENTO REMOTO, 16. (SBSR). 2013. Foz do Iguaçu. Anais... São José dos Campos: INPE, 2013. p. 6743-6750

ARMANI, G.; GALVANI, E. Avaliação do desempenho de um abrigo meteorológico de baixo custo. Revista Brasileira de Agrometeorologia, Piracicaba-SP, v. 14, n.1, p. 116-122, 2006.

AYOADE, J. Introdução à climatologia para os trópicos. 9a ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2003.

BRASIL. Constituição (1986). Decreto nº 92.963, de 21 de julho de 1986. Cria A Estação Ecológica do Taim, em áreas de Terra Que Indica, e Dá Outras Providências. Brasília, Disponível em: . Acesso em: 24 mar. 2014.

BRASIL. Constituição (2000). Lei nº 9.985, de 18 de julho de 2000. Institui O Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza e Dá Outras Providências. Brasília, Disponível em: . Acesso em: 23 mar. 2014.

BRAZ, N. G. S.; CASCAIS, L. B.; DA SILVA, L. H. G.; MIURA, A. K. Detecção de áreas queimadas na Estação Ecológica do Taim (RS), causada pelosincêndios de 2008 e 2013. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE SENSORIAMENTO REMOTO, 17. (SBSR). 2015. João Pessoa. Anais... São José dos Campos: INPE, 2015. p. 6735-6742.

FLOOR, A. S. Estação Ecológica do Taim. 1999. Disponível em: . Acesso em 09 de março de 2012.

FUNDAÇÃO ZOOBOTÂNICA DO RIO GRANDE DO SUL (FZBRS). Mapa das Ecorregiões do Rio Grande do Sul. Disponível em: . Acesso em: 05 de março de 2012.

GUASSELLI, L. Dinâmica da Vegetação no Banhado do Taim.Tese (Doutorado) - Programa de Pós-graduação em Recursos Hídricos e Saneamento Ambiental, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2005. 173 p.

HOPPE, I. L.; IENSSE, A. C.; SIMIONI, J. P. D.; WOLLMANN, C. A. Comparação entre um abrigo meteorológico de baixo custo e a estação meteorológica oficial no INMET, em Santa Maria (RS). Ciência & Natura, v. 37, n. 1, p. 132-137, 2015.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA – IBGE. Mapa dos Biomas Brasileiros. 2004. Disponível em: . Acesso em 23 de jul. de 2015.

INSTITUTO CHICO MENDES DE CONSERVAÇÃO DA BIODIVERSIDADE - ICMBIO. ESEC Taim. 2011. Disponível em: . Acesso em: 03 abr. 2014.

INSTITUTO NACIONAL DE METEOROLOGIA – INMET. Atlas Climatológico da Amazônia Legal. Brasília: INMET, 2001.

JAKOB, A. A. E. A Krigagem como Método de Análise de Dados Demográficos. In: ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ESTUDOS POPULACIONAIS, 12., 2002, Ouro Preto, MG. Anais... Ouro Preto: Abep, 2002. p. 1 - 21.

LOCH, R. E. N. Cartografia: representação, comunicação e visualização de dados espaciais. Florianópolis: EDUFSC, 2006.

MATZENAUER, R.; RADIN, B.; ALMEIDA, I. R.Atlas Climático do Rio Grande do Sul. Porto Alegre: FEPAGRO, 2011.

MOTTA, A. S. Avaliação da mortalidade de animais sobre a BR 471 no trecho de influência com a Estação Ecológica do Taim. Monografia (Graduação) - Curso de Ecologia, Universidade Católica de Pelotas, Pelotas, 1999.30p.

PANCOTTO, L. P. Influência Dos Eventos Oceano Climáticos Na Costa Sul Do Brasil. In.: ENCONTRO ESTADUAL DE GEOGRAFIA. 27. 2007, Santa Maria. Anais... Santa Maria: UNIFRA, 2007.

ROLIM, G. S.; SENTELHAS, P. C.; BARBIERI, V. Planilhas no ambiente EXCEL para os cálculos de balanços hídricos: normal, sequencial, de cultura e de produtividade real e potencial. Revista Brasileira de Agrometeorologia, Santa Maria, v.6, p.133-137, 1998.

ROSSATO, M. S. Os Climas do Rio Grande do Sul: variabilidade, Tendências e Tipologia. Tese (Doutorado em Geografia). Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2011, 253p.

SARTORI, M. G. B. Distribuição das chuvas no Rio Grande do Sul e a variabilidade têmporo-espacial no período 1912-1984. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA FÍSICA E APLICADA. 5. 1993, São Paulo. Anais... São Paulo: USP, 1993.

SERAFINI JR, S. O Microclima de uma Vereda Degradada: Estudo de Caso no Parque Estadual Veredas do Peruaçu – MG. 2010. Tese (Doutorado) - Programa de Pós-graduação em Geografia Física, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2010. 140 p.

SERAFINI JR, S. Delimitação de unidades climáticas locais no Parque Nacional Cavernas do Peruaçu. 2005. Dissertação (Mestrado) - Programa de Pós-graduação em Geografia Física, Universidade de São Paulo, São Paulo, São Paulo, 2005.190 p.

THORNTHWAITE, C. W.; MATHER, J. R.The water balance.Publications in Climatology. New Jersey: Drexel Institute of Technology,1955.104p.

VIANNA, M. L. Extremo Sul do Brasil: um lugar esquecido. Pelotas: Textos, 2012. 185 p.

VIEIRA, E. F.; RANGEL, S. R. S. Planície Costeira do Rio Grande do Sul: geografia física, vegetação e dinâmica sócio demográfica. Porto Alegre: Sagra, 1988. 256 p.

WOLLMANN, C. A.; GALVANI, E.Zoneamento Agroclimático - Aportes teóricos, metodológicos e técnicas para o estudo das roseiras (Rosaceae spp.) no Rio Grande do Sul. 1. Ed. Porto Alegre: Buqui Livros digitais, 2014. V. 1. 149p .

WOLLMANN, C. A.; SIMIONI, J. P. D. Variabilidade espacial dos atributos climáticos na Estação Ecológica do Taim (RS), sob domínio polar. Revista do Departamento de Geografia – USP. São Paulo, v. 25, n. 1, p. 56-76, jun. 2013.

WOLLMANN, C. A. Zoneamento Agroclimático para a Produção de Roseiras (Rosaceae spp.) no Rio grande do Sul. Tese (Doutorado em Geografia Física). Programa de Pós-graduação em Geografia Física, Universidade de São Paulo, 2011.386p.

WREGE, M. S; STEINMETZ, S.; GARRASTAZU, M. C.; REISSER JUNIOR, C.; ALMEIDA, I. R. de; CARAMORI, P. H.; MATZENAUER, R.; RADIN, B.; BRAGA, H. J.Atlas climático dos Estados da Região Sul do Brasil: Estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Pelotas: Embrapa Clima Temperado, 2011. 336p.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Boletim Geográfico do Rio Grande do Sul



| Boletim Geográfico do Rio Grande do Sul | ISSN 2446-7251 |